x

Newsletter

Receba conteúdo semanal do L&N

  • Mídias:
Hal Elrod

O milagre da manhã

  • Recursos:

headerpost54

O milagre da manhã de Hal Elrod é um guia para o desenvolvimento pessoal. Através dele conhecemos ferramentas para melhorar nossos resultados na vida pessoal e profissional. O livro trata da importância de se estabelecer uma rotina matinal e dos benefícios dessa prática.

Hal Elrod é um sobrevivente. Ainda jovem, na casa dos 20 anos, sofreu um severo acidente de carro que o colocou em coma, sem contar as dezenas de fraturas e um dano cerebral devido ao impacto. Esse episódio aconteceu cedo na vida de Hal e numa fase de ascensão profissional. Contudo, o autor fez do acidente, um caminho para seu crescimento pessoal. Não foi algo automático e nem fácil, ele sofreu muito no processo, teve várias crises e até depressão. Sua recuperação também não foi imediata; não se trata de uma história onde tudo acontece rápido e perfeitamente bem. Durante sua recuperação, Hal pôde notar que a qualidade de suas manhãs devido a suas rotinas dava a ele uma sensação de missão cumprida e o dia se desenrolava melhor. Dali em diante ele passou a trabalhar sua rotina, testar várias opções e adaptar diferentes metodologias. O resultado foi o que ele denominou “O milagre da manhã”, uma ideia que se tornou clara para ele após alguns meses de prática e progressos. “O milagre da manhã” consiste em potencializar o período da manhã para que o dia seja mais produtivo. O autor acredita que uma boa manhã, pode resultar em um bom dia. “O milagre da manhã” é composto de 6 práticas denominadas pelo autor de “os 6 salvadores de vida”.

Vamos as práticas:

  • Silêncio
    Em momentos de silêncio nossas preocupações, medos e assuntos mal resolvidos vêm à tona. O silêncio é um processo difícil e solitário que vai na contramão do ritmo dinâmico e turbulento dos dias atuais. Somos viciados em informação e estímulos, a possibilidade de ficar parado, sem o celular, sem os fones de ouvido, assombra muita gente. Como prática de silêncio o autor recomenda a meditação, o silêncio puro e simples e orações.
  • Afirmações
    Nosso mundo é reflexo da nossa mente. Vemos o mundo com as lentes que possuímos: conhecimento, experiência de vida, etc. Se temos uma imagem mental de nós que não se enquadra com o nível de sucesso que buscamos, dificilmente os objetivos serão alcançados. Quem quer atingir grandes resultados, mas se enxerga e afirma para si que é preguiçoso, burro e azarado, provavelmente vai continuar patinando em sua condição atual. Como nossa realidade externa é moldada em grande parte por nossa realidade interna, nosso diálogo interno e nossas crenças vão dar a direção de nossas vidas. A prática da afirmação é dizer para si, todos os dias, tudo aquilo que deveríamos ser. Exemplo: sou inteligente, esforçado, faço o que é preciso para me desenvolver, sou paciente … A repetição das afirmações gravam em nós novos valores e com o tempo passamos a acreditar neles e se comportar de acordo. Grandes homens de sucesso como Tony Robbins, Muhammad Ali, Jim Carrey e muitos outros diziam para si diariamente o quão bons e bem sucedidos eram, antes mesmo de alcançar toda sua fama.
  • Visualização
    A visualização trata de criar mentalmente a realidade que queremos alcançar. Como é a casa, o carro, a empresa, o contexto que vivemos nesse cenário futuro. A visualização, somada às outras práticas potencializam a realização e nos aproxima de nossos objetivos.
  • Exercícios
    O autor começa esta seção com a seguinte frase do Robin Sharma: “Se você não criar tempo para exercícios provavelmente precisará criar tempo para doenças.” Todos nós sabemos a importância de cuidar da saúde através da prática diária ou semanal de exercícios. Nosso corpo é uma máquina mecânica em certos níveis e toda máquina precisa de movimento, se não enferruja, trava e estraga. Os exercícios alinham o mundo mental com o mundo físico através da regulagem do metabolismo, dos hormônios e outras áreas essenciais para uma boa saúde.
  • Leitura
    A leitura traz um conjunto de desafios: o foco, a reflexão, a solidão e entre outros. Ler não é natural ao olhos e por isso é um grande desafio; manter os olhos de linha em linha exige muito esforço e facilmente perdemos o foco e a ideia do texto. Ler provoca o crescimento pessoal pois exige a reflexão, temos que nos colocar no lugar do autor, dos personagens, testamos as ideias e as adaptamos a nossa realidade.
  • Escrever
    Algumas pesquisas apontam que escrever sobre o que sentimentos nos ajuda a organizar emoções e superar traumas. Os resultados das pesquisas e os estudos foram difundidos pelo psicólogo James Pennebaker através do seu livro “Abra o Seu Coração – O poder da cura através da expressão das emoções”. Em suas pesquisas o autor identificou nos pacientes uma melhora significativa quando escreviam sobre o que sentiam. O ato de escrever sobre nossas emoções nos provoca a refletir sobre elas e buscar entendê-las. Esse processo de transformar ideias e sentimentos em palavras e assim criar um texto coerente que expresse o que sentimos, provoca a organização das emoções e a diluição do sofrimento. Relembrar a experiência e dar significado a ela, é capaz de reescrever nossas memórias e dar novos sentidos a elas, pois voltamos e regravamos as emoções em outro formato. Saiba mais.

Top 5 Aprendizados

  1. Rituais colocam sentido e senso de realização em nossos dias.
    Os rituais dão significados ao dia a dia e muitas coisas simples ganham um valor especial. Ter uma prática logo que acordamos e antes de dormir, estabelece uma cronologia clara no dia. Isso é importante, pois mesmo em dias bons ou dias ruins, teremos componentes sempre presentes, o que nos garante uma sensação de dever cumprido.
  2. Tentar, começar e se ajustar no caminho.
    O começo sempre vai ser difícil e durante o percurso sempre teremos desafios. A grande questão é ter consciência que muitos serão os dias ruins e nem por isso devemos desistir. A grande lição é começar, ajustar, tentar novamente e repetir.
  3. Ganhe a manhã, ganhe o dia.
    Uma boa manhã nos energiza para o resto do dia, principalmente se a rotina matinal nos encher do sentimento de sentido e missão cumprida.
  4. A meditação e o silêncio são imensos desafios nos dias de hoje, e por isso tornam-se ferramentas poderosíssimas.
    Ficar parado e quieto é algo muito difícil, principalmente em nossos tempos atuais, cheios de dinamismo e informação. A prática da meditação e do silêncio é desafiadora, uma vez que temos que nos isolar e enfrentar o silêncio. Justamente por ir na contra-mão do estilo de vida atual, a meditação nos dá uma poderosa vantagem.
  5. Um dia ruim, ou de falha, não significa que tudo está perdido. Perder uma batalha, não significa perder a guerra.
    Em nossas vidas vamos ter muitos dias ruins, isso é certo, e também dias em que vamos fracassar, mas isso não quer dizer que tudo está perdido. Como diz na frase militar “perder a batalha, não significa perder a guerra” devemos ter clareza de nossos objetivos de longo prazo e ser conscientes da imprevisibilidade da vida.
Reproduzir

podcast

O milagre da manhã
Hal Elrod
Livros & Negócios 2018 por MINIMAL