x

Newsletter

Receba conteúdo semanal do L&N

  • Mídias:
Samy Dana E Sérgio Almeida

Pode não ser o que parece

  • Recursos:

Pode não ser o que parece - Samy Dana e Sérgio Almeida

O livro dos economistas Samy Dana e Sérgio Almeida “Pode não ser o que parece” (Objetiva; 175 páginas; 32 reais) convida o leitor para pensar a tomada de decisão de um ponto de vista diferente. Misturando economia, psicologia e outros campos de interesse comportamental, mostram que nossas escolhas transitam por um oceano de variáveis e incertezas. Nem tudo é o que parece, e por isso precisamos testar mais hipóteses, criar uma visão expandida e científica, aberta ao novo e a contestação.

A tomada de decisão está no centro da vida humana. Todos os dias temos que tomar inúmeras decisões, que por sua vez afetam a vida de outras pessoas. Por vários campos e esferas da vida, sempre que uma decisão é tomada, existe um ponto de partida, informação e expectativa. Porém, nem sempre o que foi planejado acontece, muitas vezes uma estratégia que parece ser a grande solução, prova-se completamente errada. No período do domínio da Grã-Bretanha na Índia, o governo inglês estava preocupado com a invasão de cobras venenosas no centro de Delhi. Para sanar o problema, lançaram um projeto de incentivo à captura. Cada cobra morta e entregue, rendia uma recompensa. O tempo passou e as cobras sumiram das ruas. No entanto, a população percebeu ali uma oportunidade de negócios. As pessoas passaram a criar cobras venenosas em casa, matar e entregar para receber a recompensa. O governo logo notou o problema e cancelou o projeto. A população soltou as cobras e Delhi ficou pior que antes. Dessa situação nasceu o termo “efeito cobra”, uma tentativa de solução que na verdade agrava o problema.

Nessa história percebemos um pouco da ideia por trás do livro “Pode não ser o que parece”. Decisões são tomadas e políticas públicas entram em campo, contudo, muitas dessas iniciativas vão falhar. E vão contra toda a antecipação e planejamento. Tudo indica um sucesso iminente, mas os resultados veem e apontam para o fracasso.

A realidade é complexa, muito diversa e imprevisível. O homem muitas vezes tem a ilusão de controle e uma expectativa exacerbada de sucesso. Controlamos muito pouco e geralmente somos frustrados pelos resultados. As coisas se mostram diferentes do que imaginamos, e o que parecia óbvio, mostra-se nebuloso e contrário.

Através de fragmentos, pesquisas e reflexões, Samy Dana e Sérgio Almeida enriquecem o leitor com novos dados e mostram como a economia pode ajudar pensar o mundo e seus problemas. Não propõe isso como uma solução definitiva e única, mas sim como um ferramental e apoio. Com um texto leve, dinâmico e curioso, os autores trazem muitas pesquisas para a realidade brasileira e despertam no leitor o interesse pela economia comportamental. Por meio de pesquisas importantes e referências bibliográficas consagradas, o livro discute o mundo pela ótica da economia e mostra como pode ser curioso e agregador essa perspectiva.

Top 5 Aprendizados

  1. Talvez não exista uma resposta definitiva e sim uma que ainda não foi superada.
  2. Somos iludidos por nossas certezas. (Decisões que parecem racionais, mas que são profundamente emocionais).
  3. Não existe solução simples e permanente.
  4. Nem tudo é o que parece. (Somos enganados por nossos sentidos e emoções; nossa razão é só uma parte do todo que nos compõe).
  5. Toda decisão tem seu preço. (Pode ser dinheiro, tempo, saúde, etc.)
Reproduzir

podcast

Pode não ser o que parece
Samy Dana E Sérgio Almeida
Livros & Negócios 2018 por MINIMAL